Seguidores

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

HOJE É O ANIVERSÁRIO DE CARLINDA!


Amar a Natureza é uma das mais belas formas de amar a Deus. Quem ama a Deus, sobre todas as coisas, ama ao próximo como a si mesmo. A Natureza é vida, e o que é a vida senão a própria manifestação de Deus? Deus também se manifesta através dos nossos sentimentos, aqueles que guardamos no fundo dos nossos corações. E não é o coração o orgão a quem atribuimos ser a Casa de Deus?
Quando cometemos insensatez, desatinos e qualquer espécie de mesquinhez, logo, ouvimos dizer que a causa é falta de Deus no coração.
Mas Deus é misericordioso, basta-nos o arrependimento sincero do que lhe causou desapontamento que Ele volta à nossa morada.

Mas por que estou abordando esse assunto que, à primeira vista, nada tem a ver com o motivo desta postagem de hoje?
É porque ontem, dia 3, dia do aniversário da minha filha Karla, eu li uma postagem no Blog de Paulo Patriota, cujo título era "A LUZ DO CORPO SÃO OS OLHOS", e lá está escrito:
"... Enfim, devemos a uma amiga transcendental (talvez ela não saiba o volume de sua importância no nosso ciclo atual da mansidão) toda reorientação íntima de hoje que nos anima, ela, que ensinou-nos a consultar o coração sempre, porque ele é a ressonância da entidade unificadora que nos habita. Amiga que é um perfume jamais votalizado, cujo aroma nunca dissipar-se-á do seu jardim humano. Ela, a que nomeamos amiga maternal porque é mãe, e só as mães amam incondicionalmente sem renúncia." 
Minutos depois recebi um e-mail de Paulo com a seguinte mensagem:
"Lusa, prima querida, só depois de postar minha croniqueta de hoje vim até aqui. Foi dedicada à Você, viu? E olha como terminei: "E só as mães amam incondicionalmente com renúncia".
Bendito o ventre que fez desabrochar as jóias do teu escrínio materno.
Um terno beijo."
Motivada por essa dedicatória do nosso amigo Paulo, eu não encontraria nada mais apropriado para homenagear a nossa amiga Carlinda, neste dia do seu aniversário, senão a transcrição (que guardei no meu coração) do que Paulo escreveu para ela em um comentário à postagem que fiz "CORRE MEL EM PLENO RIACHO SALGADO", numa alusão ao Sítio em que ela nasceu.

E encorajada por essa mensagem que li no mural do VenezaPedraSoltas (Blog de Naide) sobre a postagem PARABÉNS, CARLINDA NUNES, FELIZ ANIVERSÁRIO! :
"Parabéns, Carlinda, poetisa das Pedras Soltas, feliz aniversário! Homenagem mais que merecida, justíssima,encaixada à tua magnificência humana. Congratulo a ti também, Naide, pelo régio preito cujo desfecho emociona e a imagem, idem. Beijos a ambas.
Paulo Patriota"
Em agradecimento ao meu amigo Paulo, por atribuir-me uma parcela de contribuição para a sua atual reorientação íntima, estimulando-o a pensar com o coração, é que republico o seu comentário feito por ocasião do lançamento do Blog de Carlinda  CORRE MEL EM PLENO RIACHO SALGADO! , e dessa feita ficará gravado para sempre, porque no coração não existe a tecla "delete" para o bem que fazemos aos nossos irmãos.


 Eis  o que Paulo escreveu com o coração, sobre Carlinda,  que nunca  pude deletar:
"Não sei nem como começar...

Lusa é a poetisa da prosa escrita; Carlinda fez com que suas décimas (hosanas ritmadas), que as sei de cor um punhado, se transformassem na sinfonia de um disacúsico.

O estilo é o ser. Então, na mais mínima oração, a alma se revela em tríplice harmonia, santíssima trindade espiritual que escalona o degrau que dá ao portal do Paraíso almático que se revela em poucas linhas ou falas.
Já a intitulei de Majestade do Pajeú, mas achei pouco; então a defini assim: Sua Excelência, a Sertanejidade.
Todas as minhas croniquetas relativas ao Sertão foram inspiradas nela - e continuarão sendo.
Quando a filha de Dona Alzira conversa, desce sobre todos seu véu interior, como uma brilhante núncia de um flor de mandacarú.
Daqui por diante, mais omisso eu seria no meu narrar - e mais confuso ficaria do que balbuciar de infante - em tentar defini-la,posto que ela, sendo um ente singular, é plural.
Conheci-a em 1986 e tenho tudo o que então ela me presenteou, sendo ela um pedaço de mamãe, pois foram amigas de infância e são contemporâneas.
Carlinda, rouxinol que canta o princípio, o meio e o fim,desculpai o que te pude ferir.
Faze do meu erro brumoso uma rubra lua do perdão, porque em mim invade velha saudade de ti.
Obrigado, Lusa, teu RAÍZES congrega para que redoure-mo-nos em força, em graça, em vida, em luz.

Beijos para ambas.

Quando Carlinda me convidou para um passeio histórico e sentimental até à Fazenda São Pedro, fiz questão de prová-la que sei inúmeras décimas da mesma, dizendo, em tom de embolada, uma quando subíamos a ladeira da Serrinha:

"Cachoeira dos Vicentes
Da cana do doce fino
Na seca ou nas enxentes
Teu solo é quase divino
Vizinha da Boa Vista

Lá de Seu Pedro Batista
E do Caramucuqui
Do Recanto e da Serrinha
Onde o cantar da rolinha
É diferente daqui..."

Uma vez,quando faltou energia (mamãe já estava doente),no mês junino,estávamos ela,Pai Zezo,Dona Hilda,Titia Vila,Titia Graça,Bamba e Olavo lá na calçada de Vovó e eu disse,no tom exato,estas três da Majestade:

"Sou filha de Itapetim
Cidade das Pedras Soltas
Que dos Sertões é jardim
O lirismo cai em gotas
Envolvendo a típica aragem
E dando vida à paisagem
Daquele árido rincão
Onde a torre imponente
Da igreja ali presente
Se faz ornamentação!"

"Saudade de Itapetim
Do cheiro do marmeleiro
Das vassouras de alecrim
Das flores do cajueiro
No inverno é um jardim
Na seca é um tabuleiro
Que não nasce nem capim
Mas é um grande celeiro
De cactos,pedras,enfim
Que ornamentam o Cruzeiro!"

"Saudade lá dos sítios
Das castanhas de cajú
Das bolachas das Emídios
Das cocadas do umbú
Dos causos,contos e piadas
Do som daquelas risadas
Na casa de Dona Juva
Dos bolinhos de Teodora
Da casa de mãe agora
Até do cheiro da chuva..."

Pai Zezo atento; Titia Vila, emotiva por demais, muito pregada às raízes, com os olhos rasos d'água."

3 de dezembro de 2010 17:27


A expressão de Carlinda, ao contemplar a natureza, parece contemplar a própria Essência de Deus : O amor. Se fomos criados para amar, e atender aos apelos do nosso coração, é o que estou fazendo agora, estou devolvendo para Carlinda, como presente de aniversário,  o amor que Paulo extravasou no que acabo de trancrever.

4 Vozes - Essência de Deus



O mundo há de passar e toda profecia
Os dons, as línguas e tudo mais que existir
Porém como aquele que foi
Hoje é e pra sempre há de ser
O amor é a essência de Deus
E pra sempre também vai viver

Bondoso e sem rancor, fiel e consciente
Humilde e sofredor, espera tão somente
Justo e verdadeiro, tudo suporta e tudo crê
Tão puro e perfeito é o amor
Não busca interesse ou favor
Mistério, expressão, vida e luz do Senhor

Se eu pudesse saber destinos ou futuros
Fazer mover as montanhas com minha fé
Se eu pudesse falar qualquer língua
Em qualquer lugar
E desse os meus bens ao mais pobre
Ou morresse em favor de alguém

Se não tivesse amor, de nada valeria
Se não tivesse amor, proveito algum teria
Fria e sem razão a vida, então, passaria
Vazio seria o falar
Um sino que insiste a tocar
Se dentro de mim não valesse o amor



"Ao ver multidões, Jesus encheu-se de compaixão por elas, porque estavam cansadas e abatidas"
(M, 9, 36)


Dedico esta postagem a Carlinda, pela passagem do seu aniversário e, a Paulo Patriota por suas inigualáveis definições do que ela representa para todos nós da comunidade virtual, e sobretudo pelo que ela representa na vida real de cada um de nós que privamos da sua amizade.
Digitada em computador de única tecla, portanto, impossível de deletar, protegida contra ataques de virus, porque saiu de dentro do coração, tem " aroma que nunca dissipar-se-á do meu jardim humano", em cujo espaço vocês dois têm lugar definitivo.
Hoje tem endereço no Sul da Bahia, onde Carlinda veraneia com sua família, nesta bela casa de praia.
Feliz Aniversário, minha amiga, que Deus conserve tua presença entre nós por longos anos!


5 comentários:

Paulinho Patriota disse...

A Fiel Felicidade habita em ti,Lusa,tanto quanto em Carlinda.

Você consolidou a perenização da Amizade,celebrando que ela é uma música que não pode perder o som.

Nessa aliança acionada por Você permite-se apenas a concórdia e a unificação.

Muito obrigado do perau da minha gratidão por ter republicado nosso texto em homenagem a Majestade do Pajeú.

P.S.: prima,adoro quando fazes uso de imagens literárias,e mais ainda quando interligadas à tua descontração. Não esquecerei jamais esta tua tirada: "Mesmo que Você queira desconectar,a nossa amizade é como banda larga: não cai tão fácil assim..." risos!

Mariana tem a quem puxar,pois,mesmo estando a anos luz da politicagem atual de nossa terra,já perguntou em que planeta fica Itapetim. kkkkk!

Enaide Alves disse...

Lusa, prima, amiga, companheira da comunidade virtual...Nada a acrescentar, só aplaudir e fazer coro contigo.

Parabéns pelo super-texto que fala por mim e creio que por muitos.

PS. Carlinda me pediu para informar a todos que não está tendo acesso a net, embora muitos que lá estão esteja munidos com os seus notebook , mas que por um motivo acho que a queda de poste nas imediações não estão obtendo o sinal. E, eu como gosto de fazer as pessoas felizes, É, claro que vou ligar para ela para falar desta linda homenagem, embora tenha certeza que vou deixá-la angustiada com a vontade de vê-la com os seus próprios olhos. Sendo até capaz de descambar de onde se encontra até um lugar onde possa ver e apreciar o que foi feito em sua homenagem

RAÍZES DO CORAÇÃO disse...

MENSAGEM ENVIADA POR E-MAIL POR ANTÔNIO MACHADO (TONTONHO)

Lusa,

Depois que acabei de ler a merecida homenagem prestada a Carlinda, por Paulo e você, restou-me a conscientização e o reconhecimento cabal, do PANO que obscurece, bloqueia minha mente, quando busco escrever algo que se manifesta dentro de mim.....
NADA SAI. No entanto, fui agraciado por Deus, por ter jogado em mim, um punhado de sentimentalismo poético pajeuzeiro, que embora não sabendo me expressar através da prosa ou do verso, como vocês, ELE, complacentemente, implantou em mim,uma válvula,que eficázmente faz a ligação desse sentimentalismo aos meus olhos, e, quando faço uma leitura de tamanha magnitude, como essa, abre-se a válvula, as lágrimas jorram, e os meus sentimentos são representados por elas.

CARLINDA é merecedora de tudo que vocês escreveram e muito mais.
Sinceramente, Lusa, fui banhado pela emoção e chorei.

Antônio Machado

Anônimo disse...

LUSA E PAULO EMOCIONADA COM O QUE ENCONTREI EM MATÉRIA DE CARINHO E TERNURA DEDICADO POR VOCÊS A MINHA PESSOA CONFESSO QUE NAO TENHO PALAVRAS PARA A GRADECER Á ALTURA . FIQUEI PERPLEXA POR PAULO TER AINDA OS PEDAÇOS DO MEU LIVRO E COLOCADO DE ACORDO COM OS MOMENTOS . REALMENTE ELE É UM FENÔMENO, É SUIGENERIS .ESTOU POR AQUI NA CAMINHADA E COM TANTAS MANIFESTAÇÕES DE CARINHO E AMIZADE ME SINTO NO DEVER DE AGRADECER A DEUS POR PESSOAS COMO VOCÊS ME VEREM COM OLHOS DE AMOR E BONDADE E PARA O MESTRE JESUS EU DIGO QUE QUEM O BUSCA COM SINCERIDADE E ALMA ENCONTRA SEMPRE ESSES GESTOS DE VOLTA, QUE ENCORAJA , TOCA E FORTALECE . OBRIGADA LUSA POR VER PAULO COMO VOCÊ VER COM SUA LUZ PRÓPRIA E DIFERENCIADA, DAI A CESAR O QUE É DE CESAR E A DEUS O QUE É DE DEUS .OBRIGADA PAULO SEI QUE NO ÂMAGO DO SEU CORAÇAO VOCÊ ME PERCEBE COMO EU O PERCEBO TAMBÉM. abraçao de carlinda

Anônimo disse...

TOTONHO MACHADO ,ESCRITOR POETA IRMÃO, FILOSOFO , HOMEM DE DEUS , HOMEM DE GARRA, SINCERIDADE , HUMILDADE QUE DÁ SEM OLHAR A QUEM E NEM COBRA PELO QUE FAZ POIS SABE QUE O BOM DA AMIZADE E DO AMOR FRATERNO É A NÃO COBRANÇA .AGRADEÇO AS MENSAGENS ENVIADAS. PERMANEÇA AÍ MEU IRMÃO DE FÉ , NESSA GLEBA QUERIDA CURTINDO O CLIMA , A ARAGEM DAS TARDES E VENDO OS AMIGOS PARTINDO PARA OS PLANOS CELESTIAIS E AGENTE TENTANDO NA SAUDADE SUSTENTAR CULTIVAR O QUE DE MELHOR EXISTIA EM ITAPETIM, CALOR HUMANO, SENTIDO DE AJUDA, CUIDADOS FRATERNIDADE E AMIZADES VERDADEIRAS.AMIZADES QUE DURAM , CURAM ,AUXILIAM,E NOS FAZ MAIS GENTE, MAIS IRMÃOS E NOS DÃO O VERDADEIRO SENTIDO DA VIDA ..ABRAÇAO DE CARLINDA