Seguidores

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

NO RASTRO DE LUA - 100 ANOS DE GONZAGÃO

1980 - Carlos do Rêgo Vilar e Carlos Leonardo (Leo)
Restaurante "O Laçador" Recife-PE


O dia em que meu filho conheceu o Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

Naquele dia meu marido chegava em casa com os ingressos para um jantar no restaurante "O Laçador" que seria abrilhantado com a presença de Luiz Gonzaga. Lembro-me de que vesti meu filho, que iria fazer companhia ao pai, com muita tristeza por saber da impossibilidade de também acompanhá-los, pois o meu segundo filho, Carlos Eduardo (Dudu), era um recém nascido e eu não teria com quem deixá-lo.

Leo ainda não tinha tido a oportunidade de conhecer o nosso Rei do Baião, de quem tanto falava o seu avô, mas já cantarolava suas músicas, já estava acostumado a ir para o sertão de Pernambuco,  para participar das festas juninas, principalmente da Festa de São Pedro, o Padroeiro da nossa terra natal, Itapetim.

Feliz idéia do meu menino, ao subir ao palco registrou seu encontro com o velho Lua!

Ontem, ao abrir o Jornal do Comércio, tive a alegria de ler um especial intitulado NO RASTRO DE LUA - 100 ANOS DE GONZAGÃO, uma homenagem pelos seus 99 anos. Esse caderno especial é o primeiro dos quatro que serão publicados para reverenciar o Rei do Baião.

Diz o Jornal: " O objetivo não é explicar o fenômeno da longevidade da influência de Gonzagão: pretende observar os desdobramentos diversos do imenso legado do artista, em Pernambuco, no Brasil, e no Exterior, onde o Baião, sem apelações ao ufanismo, foi mais influente do que se imagina. Parabéns, pois, para Seu Luiz, o homem que não foi apenas o cantador de uma região, mas de todo povo brasileiro."




" Até os 18 anos eu fiquei ali acompanhando meu pai na roça e nos forrós. Aonde ele ia, eu ia pra ajudar o velho, até que eu arribei.
Caí, entrei no oco do mundo, até hoje."

Luiz Gonzaga (O Pasquim, 1971)


Dedico esta postagem ao meu pai Antônio Piancó (in memoriam), pela sua paixão por tudo que o Rei gravava, ao meu marido e ao meu filho Leo, que me trouxeram do show realizado no Restaurante "O Laçador"  essas duas fotos marivolhosas.


Acompanhe a trajetória de vida do Rei do Baião através dos 4 Cadernos Especiais do Jornal do Comércio.

4 comentários:

Ana Martins disse...

Lusa, boa noite!

São belas recordações, guardadas com muito carinho. O seu filhote é a cara do pai.

Beijinho,
Ana Martins

Amiraldo Patriota disse...

Existe Pessoas insubstituíveis sim. São poucas, mais existe. Luiz Gonzaga é uma delas.

Sonia Schmorantz disse...

Façamos de nossa vida uma extensão da noite de Natal,renascendo continuamente em amor e fraternidade. Natal, noite de alegria, canções, festejos, bonança.
Que seu coração floresça em amor e esperança!

Anônimo disse...

Luza,
excelente matéria e rara foto do rei do Baião.
sou suspeito em falar de Luiz Gonzaga pois sou fã número 1 dele.
se possivel guarde as reportagens e me envie para que eu as coloque em exposição no evento cultural que iremos realizar em julho aqui em Paulo Afonso.