Seguidores

quarta-feira, 7 de abril de 2010

COMPANHIA PRAZEROSA!

Certa vez li uma frase que, de tão verdadeira, resolví adotá-la como meu conceito sobre amigos:
"Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. (Confúcio)." 
Além da família a gente aprende a gostar dos amigos, amigos que, diferentemente da família que não pode ser escolhida, fazem parte da nossa viagem no "Trem da Vida" e estão presentes em momentos especiais para nos consolar ou para rir conosco nas horas de alegria.
Vandinha, minha amiga, você já circulava no "vagão" da minha família desde os tempos dos seus saudosos avós, que se fizeam presentes na vida dos meus pais e mutuamente se gostavam tanto.
A sua avó, Dona Ana Alves, deixou muitos corações tristes, privando-os das suas observações espirituosas, as quais arrancavam gargalhadas das pessoas mais sisudas que pude conhecer.

Dona Ana Alves (in memoriam)

Talvez você não saiba o quanto Dona Ana foi amada na nossa casa. Quando eu tinha vinte anos, você tinha apenas dez. Eu já estava passeando no "Trem da vida", ela foi um dos passageiros queridos que desembarcou e deixou muitas saudades. Ela deixou para vocês um lembrete importante: Neste "Trem da Vida" há um vagão ocupado por uma família que teve por mim muito carinho, gostaria que vocês não esquecessem disto.

E não esqueceram, pois passeando pelo orkut eu encontrei uma foto de Lourdes, sua tia, juntamente com uma amiga nossa, Maria de Ica (in memoriam), veja o que tinha escrito no rodapé.:


Obrigada, Toinho Piancó (1995)

Meu pai, Toinho Piancó, havia envidado esforços junto ao Governo do Estado, no sentido de garantir a Lourdes uma vaga de enfermeira no Hospital da cidade. Depois de tantos anos, a sua tia, ao rever a foto, com três simples palavras fêz ao meu pai a sua grande homenagem.

Eu fiquei tão emocionada, igualmente quando abri o orkut de Maria Nunes e vi uma foto da Fábrica do meu pai, nela havia a seguinte inscrição:  "Saudades de Montão". Segundo ela, foi lá o seu primeiro emprego.

Esse é o verdadeiro sentido da vida, ajudar as pessoas quando de nós estão a precisar e saber agradecer quando estivermos do outro lado, pois a vida é uma via de mão dupla, por vezes ajudamos e vezes por outra precisamos ser ajudados.

Sua amada mãe, Maria, que há pouco tempo nos deixou, tambem repassou para vocês o recado de Dona Ana. Não foi por acaso que você ao circular no "vagão" dos Piancós encontrou essa criatura maravilhosa, que hoje é seu esposo.

E assim, na nossa terra natal, somos uma grande família que aos poucos se mistura tanto uns com os outros que sentimos dificuldades em saber porque somos primos de alguns jovens dessa nova geração.

Você foi escolhida por Jorge Piancó (meu primo), por conta das suas qualidades, da sua alegria, da sua postura diante da vida.


Vocês são provas incontestáveis de um casal feliz, de pais amorosos, de amigos inestímáveis. Que Deus ilumine suas vidas e que graças recebam juntamente com suas filhas. Eu amo vocês!

É preciso dizer que existem "coisas que a gente não tira do coração", e a convivência que tivemos naquele ano de 2000, ano da candidatura de Carlos, meu marido, para prefeito de Itapetim, onde vocês foram partífices da nossa luta, acreditaram, trabalharam e nos prestigiaram com a presença em todas as horas, consolidou a nossa amizade.

Se não logramos êxito, certamente é porque era um projeto nosso, mas não era um projeto de Deus. Melhor assim! Porém deixamos o nosso recado de cidadãos, tivemos a oportunidade de revelar publicamente o nosso amor a nossa terra natal.

Guardamos muitas lembranças boas, das mais sérias as mais cômicas, inclusive da Drª Lúizia que vocês tão carinhosamente ainda hoje me chamam. (Obrigada, Seu Moisés), kkkk

Em agradecimento aos esforços que fizeram, eu quero postar aqui um poema que li e que diz sabiamente o que gostaria de saber escrever para vocês:
"Houve tempo em que precisamos sorrir;
e vocês sorriram conosco;

Houve tempo em que precisamos brigar, questionar;
e vocês nos apoiaram;

Houve tempo em que sonhamos, acreditamos e vivemos intensamente muitas emoções;
e vocês estiveram ao nosso lado, enfrentando todas as dificuldade;
acreditando em nós e nossos ideários;

Houve tempo em que precisamos chorar;
e vocês souberam nos consolar;

Houve tempo em que nos sentimos sozinhos;
Mas como um presente maravilhoso de Deus;
nos lembramos que não perdemos vocês;

E hoje, não mais nos sentimos sozinhos;
porque sabemos que na vida tudo passa;
só não passa a amizade, quando ela é verdadeira.
(Hélio Marques)

Obrigada, meus amigos, continuo achando que, "tem coisas qua a gente não tira do coração" e a amizade de vocês é uma delas.

4 comentários:

Anônimo disse...

Ave Maria,DrªLúiza, tu assim me fazes chorar,nossa tu fazes cada uma com a gente que "vixe Maria".
Linda essas postagens e esse novo cantinho,nem se fala...
Obrigada por ter me colocado aí também, amiga.
Esse trem aí é num passeio que fiz de Curitiba a Morretes,é turistico e é simplesmente belo.
Obrigada pela mensagem a vovó,ela realmente amava seus pais de coração.
Quando foi acometida de um AVC, me lembro demais,as pessoas que ela realmente reconheceu, no leito do hospital, foram sr.Toinho Piancó, Zé santos e João dos Passos,eram pessoas que ela venerava.
Um abraço para vocês todos daí. A recíproca é verdadeira,também amamos vocês, pena que ultimamente só temos nos encontrado em situações que não são de alegria, mas isso é a vida que nos mostra que se estamos com os amigos nos momentos tristes é porque somos amigos de verdade.
Que Deus abençôe a todos.

Vandinha

Anônimo disse...

Lusa, como não se emocionar em ver você falar dos amores da minha vida.Cada palavra sua guardarei para sempre, meu muito OBRIGADA... que Deus permita que nossa família ainda seja unida por esse amor e essa garra de viver.
Obrigada,

Fernanda Nunes (Filha de Jorge e Vandinha).

Marcos Dhotta disse...

Caríssima Lusa,

Uma justa homenagem à tradição de mulheres guerreiras dessa família. Parabénas ao Clã matriarcal de todas essas mães de fibra itapetinenses. Abraços

Enaide disse...

Jorge e Vandinha meus primos queridos, 30 anos de casamento neste 13.06.2010, vocês são realmente abençoados por seguir o preceito do casamento.
Estão seguindo direitinho á proposta de Deus para á vida conjugal, Amar, amar, amar...portanto celebre este dia especial.
Continue sua caminhada para chegar aos 50 anos é o que eu desejo, muitas felicidades, parabéns por este dia tão bonito que Deus abençoe grandiosamente seu lar.
Beijos
Enaide Alves de Lima.
Que acompanha bem de perto a vivência desta união.